INTEGRANTES DO PJ REALIZAM PLENÁRIA E APRESENTAM PROPOSTAS SOBRE MOBILIDADE URBANA

Os alunos do Parlamento Jovem de Ubá se reuniram, no dia 24 de junho, para a apresentação das propostas sobre o tema Mobilidade Urbana.

Os alunos do Parlamento Jovem de Ubá se reuniram, na sexta-feira (24), para a apresentação das propostas sobre o tema Mobilidade Urbana, na Plenária Municipal, realizada na Câmara Municipal de Ubá.

Os estudantes, coordenados pelo monitor do PJ, Gustavo Paccelli, participaram dos Grupos de Trabalho divididos em três subtemas: Mobilidade - Participação e Controle Social; Trânsito e Transporte; e Mobilidade e Estrutura.

Representando o Legislativo Ubaense, participaram do evento, o presidente da CMU, vereador Samuel Gazolla Lima, o vice-presidente, vereador Rafael Faêda de Freitas, o diretor da Escola do Legislativo, vereador Vinícius Samôr de Lacerda, e o vereador Carlos da Silva Rufato.

PROPOSTAS APROVADAS

Foram aprovadas nove propostas, sendo três de cada subtema: “Mobilidade: Participação e Controle Social”: Criar e incentivar campanhas municipais com o nome “Cidade Integrada” que envolvam escolas, poder público e sociedade civil com realização de palestras, minicursos, sugestões, debates, apresentações de projetos para o município, usando instituições e espaços públicos para conscientizar a população; Garantir que os municípios de Minas Gerais, com população acima de 20 mil habitantes, tenham um conselho de mobilidade urbana de caráter consultivo e deliberativo nas ações pertinentes ao plano municipal de mobilidade urbana: projetos de engenharia civil, intervenção urbana buscando a valorização de entidades, associações, ONGs; Obrigatoriedade de realização de audiências públicas nos bairros periféricos, discutindo os problemas de mobilidade urbana, garantindo propostas que serão encaminhadas a lei orçamentária anual integrando a população desses bairros garantindo a representatividade.

Para o tema “Trânsito e transporte” foram aprovadas as seguintes propostas: Instituir o passe livre municipal, para qualquer estudante que esteja devidamente matriculado e frequente em alguma instituição de ensino público, como cláusula contratual nas licitações de transporte público e um tempo de contratação fixo inferior a 5 anos, renováveis à cada 2 anos, cumprindo os requisitos contratuais no qual estaria garantido um transporte sustentável, inclusivo e integrado; Desenvolver um parque de educação para o trânsito, para estimular a conscientização cidadã; e a contratação de guardas de fiscalização e orientação do trânsito nas cidades acima de 40 mil habitantes, garantindo melhor o fluxo e segurança no trânsito.

E para o tema “Mobilidade e Estrutura” os estudantes votaram em: Adequação das faixas de pedestres de modo a possibilitar a passagem de toda população inclusive cadeirantes, por meio de rampas que interligam nos passeios e elevação das faixas de pedestre facilitando a identificação por parte dos deficientes visuais e garantindo que todos os órgãos públicos tenham suas estruturas adaptadas para receber toda a população, inclusive os deficientes de todas as categorias; Além de implementação de radares eletrônicos nas vias de acesso rápido ao qual toda a arrecadação será destinar a construção de ciclovias, bicicletário, ciclo faixas e alternativas sustentáveis de mobilidade urbana e por fim, garantir a construção de praças, quadras poliesportivas e centros culturais nas regiões centrais e periféricas, com intuito de garantir as práticas de esporte, cultura e lazer.

As propostas aprovadas serão encaminhadas na próxima sexta-feira (1º/07) no Grupo de Trabalho Regional que será realizado em Viçosa.

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados