Centenas de estudantes iniciam o Pré-Enem Social

A primeira aula do curso Pré-Enem Social 2018 reuniu cerca de 200 jovens na tarde do último sábado, 4 de agosto, no plenário da Câmara Municipal de Ubá (CMU). Eles foram recepcionados pelo diretor da Escola do Legislativo e vice-presidente da CMU, vereador Edeir Pacheco, e pela Diretora de Extensão e Professora do Departamento de Ciências Gerenciais do Campus Rio Pomba do IF Sudeste MG, Dr.ª Elisete Reis de Oliveira, que apresentaram o projeto e a instituição parceira.

Numa proposta dinâmica e com a participação dos alunos, a Prof.ª Dr. ª Marcela Zambolim de Moura trabalhou conteúdos relacionados à “redação”, como a estrutura adequada do texto, os erros mais comuns e os possíveis temas a serem propostos no Exame Nacional do Ensino Médio deste ano.
A redação é um dos ‘gargalos’ do Enem, com valor de mil pontos na avaliação, sendo também um tópico no qual muitos têm dificuldades. É o caso da estudante Vitória Carolina de Oliveira Melo, da Escola Estadual Eunice Weaver: “achei bacana demais esta oportunidade que a Câmara está oferecendo; estava muito perdida em redação e a aula me esclareceu muito!”, diz Vitória.
Para Natan Ramos Benis, estudante da Escola Estadual Dr. Levindo Coelho, o curso é uma oportunidade muito interessante para os que têm pouco tempo para estudar em casa e não possuem disponibilidade financeira para pagar cursinhos preparatórios.
“Estou sem estudar há muitos anos e quero prestar o Enem, para fazer faculdade de Direito”, conta Jaqueline de Souza Braga. “A aula de redação foi excelente e o fato de o curso ser realizado às tardes dos sábados é o ideal para os estudantes que também trabalham durante a semana”, ressalta.
Esta edição do Pré-Enem é uma parceria entre a Escola do Legislativo (EL) da CMU e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais - IF Sudeste MG (campus Rio Pomba e campus avançado Ubá). Serão onze sábados de aulas, até 27 de outubro, semana anterior à aplicação das provas do Enem, marcadas para 4 e 11 de novembro. 
A próxima aula é dia 11 de agosto, quando serão ministradas as primeiras etapas das disciplinas Geografia e História.

A professora de Redação
Marcela Zambolim de Moura é graduada em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Doutora em Linguística, também pela UFJF. É professora efetiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IFET), campus Rio Pomba, onde ministra Língua Portuguesa, Literatura e Redação, Produção de textos técnico-científicos, Inglês Instrumental e áreas afins para cursos Técnicos Integrados e cursos de Graduação.

O PROJETO
Desde 2015 o Pré-Enem Social está entre os projetos de destaque da Câmara Municipal de Ubá e em 2018 não poderia ser diferente. Cerca de 900 alunos participaram das três edições anteriores desta iniciativa que visa oferecer a preparação de aprendizagem para os estudantes que vão prestar o exame.
As aulas gratuitas e direcionadas prioritariamente a estudantes da rede pública de ensino de Ubá são realizadas aos sábados, das 14 às 18 horas, na sede do Poder Legislativo Ubaense.
Parcerias não onerosas são firmadas entre a CMU e instituições de ensino reconhecidas. Neste ano, nosso parceiro é o IF Sudeste MG (campus Rio Pomba e Ubá), cujo quadro docente está responsável por ministrar as aulas.

SOBRE O IF-SUDESTE/MG
O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minhas Gerais foi criado em dezembro de 2008, e integrou, em uma única instituição, os antigos Centro Federal de Educação Tecnológica de Rio Pomba (Cefet-RP), a Escola Agrotécnica Federal de Barbacena e o Colégio Técnico Universitário (CTU) da UFJF. Atualmente a instituição é composta por campi localizados nas cidades de Barbacena, Bom Sucesso, Cataguases, Juiz de Fora, Manhuaçu, Muriaé, Rio Pomba, Santos Dumont, São João del-Rei e Ubá. O município de Juiz de Fora abriga, ainda, a Reitoria do instituto.
O IF Sudeste MG é uma instituição de educação superior, básica e profissional, pluricurricular e multicampi, especializada na oferta de educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades de ensino, com base na conjugação de conhecimentos técnicos e tecnológicos com as suas práticas pedagógicas. Os institutos federais têm por objetivo desenvolver e ofertar a educação técnica e profissional em todos os seus níveis de modalidade e, com isso, formar e qualificar cidadãos para atuar nos diversos setores da economia, com ênfase no desenvolvimento socioeconômico local, regional e nacional.

Por Gisele Caires
Jornalista CMU

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados