Você está aqui: Página Inicial / N / Câmara e a Associação Solano Trindade celebram dia Municipal da Consciência Racial

Câmara e a Associação Solano Trindade celebram dia Municipal da Consciência Racial

Foi uma noite solene-cultural que teve espaço para música, dança, poesia, capoeira e muita reflexão

O Legislativo Ubaense, a Associação de Combate à Discriminação Racial Solano Trindade e a Comunidade de Ubá celebraram, na última sexta-feira, (18/11), no plenário da Câmara, o Dia Municipal da Consciência Racial. Foi uma noite solene-cultural que teve espaço para música, dança, poesia, capoeira e muita reflexão. O plenário esteve repleto. Entre os convidados, autoridades e representantes de entidades culturais, educativas e de classe. A sessão foi presidida pelo Vereador Rafael Faêda de Freitas e contou com a presença dos vereadores Vinícius Samôr de Lacerda e Carlos da Silva Rufato.

Prestigiaram o evento o Secretário Municipal de Cultura, Paulo Lana, o Diretor da Superintendência Regional de Ensino de Ubá, Professor Edmar Pereira Lopes, o Coordenador Geral da Associação Cultural de Combate à Discriminação Racial Solano Trindade, José Felício de Oliveira, Dr. Edson Chartuni, Prefeito eleito do município e diversas outras autoridades.

A LEI 
O dia Municipal da Consciência Racial originou-se do Projeto de Lei nº 37, de 1997, de autoria do vereador à época Dr. Fernando Antônio Fagundes Reis, juntamente com o vereador Paulo César Raymundo, sancionado pelo então Prefeito Narciso Paulo Michelli, que o transformou na Lei Municipal nº 2.736, de 2 de julho daquele ano. O intuito da lei é deixar registrada, como data cívica em nosso Município, o dia dedicado ao herói Zumbi dos Palmares e, assim, ressaltar a importância da difusão dos movimentos sociais populares, em especial os vinculados aos trabalhos da conscientização racial.

Realizada a partir de proposição do Vereador Professor Samuel Gazolla Lima, a solenidade deste ano prestou homenagens a três personalidades de destaque no cenário cultural de nossa cidade: 
- Antônio Virgílio Ferreira - Coordenador do Conselho de Pastoral Comunitário da Comunidade Santa Luzia, do bairro Palmeiras;
- José Raymundo Soares Netto, Mestre Zinho - O Rei Congo da Guarda de Congado Nossa Senhora do Rosário; 
- Zuleica Evangelista Andrade - Vice-Presidente do Instituto Maria de Loreto Camilotto Rocha (IMLOR), membro da diretoria da Associação Solano Trindade e Presidente da Câmara da Melhor Idade (projeto da CMU);

BOAS-VINDAS COM BERIMBAU, ATABAQUE E MUITA GINGA
A festa foi iniciada com entusiasmada roda de capoeira do grupo Garra Mineira, coordenada pelo Mestre Nanim, que recepcionou os convidados na entrada da Câmara. Já dentro do plenário, os presentes puderem apreciar o Hino Nacional Brasileiro interpretado com muita emoção pela cantora Denise Francisco.

Expostos no hall da Câmara Municipal de Ubá telas de artistas ubaenses, participantes da Oficina de Artes da Associação Solano Trindade e peças de artesanato produzidas por membros do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) Guida Sollero.

Em outro belo número musical, alunos da Oficina de Música da Associação Solano Trindade, executaram a obra Aquarela do Brasil, de autoria de nosso ilustre conterrâneo Ary Barroso. Brilho e delicadeza na interpretação deste clássico da Música popular brasileira.

Ao comemorar o “Dia Municipal de Consciência Racial”, o poder Legislativo Ubaense propõe a reflexão sobre o racismo e a certeza de que, para o seu fim, não basta mudar a política ou a economia. É preciso mudar sua cultura na difusão de outros valores e atitudes. “Estamos hoje reunidos para comemorarmos solenemente o Dia Municipal da Consciência Racial. Destaco aqui a importância da criação desta data para simbolizar a luta dos movimentos negros que buscam conscientização de seus direitos, visando alcançar a plena cidadania, que só ocorrerá a partir de iniciativas que promovam a inclusão, a participação social e a integração de todas as raças”, disse o presidente em exercício da sessão Rafael Faêda de Freitas.

José Flávio Expedito, representante da Associação Solano Trindade saudou aos presentes em nome da entidade lembrando a importância da data para a comunidade negra.

Em um número surpresa, o comunicador Thuru David, recitou um impactante monólogo, feito a partir de vários textos alusivos à data: “...A certeza hoje e sempre, Nunca ninguém vai me tirar: Sou mandado; serei livre; Sou escravo; serei rei!”, finalizou, tendo ao fundo a música Lágrimas do Sul, de Milton Nascimento. Os alunos dos Centros de Referência da Assistência Social dos Bairros Cohab, São Domingos, Agroceres e Vila Casal, também fizeram bonito. Ensaiados pela monitora e bailarina Dayane Xis, eles apresentaram um empolgante número de dança Afro: “ficamos muito entusiasmados em participar desta festa. Para os alunos é um momento de muita alegria e compromisso”, destacou Dayane Xis.

Para falar aos presentes sobre os desafios vividos pela população negra no Brasil foi convidado o Ministro de Estado - Chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, em 2010, Dr. Elói Ferreira.

VENCEDORES DO CONCURSO DE REDAÇÃO
Durante a sessão Solene foi realizada a entrega das medalhas e certificados aos vencedores do 2º Concurso de Redação da Superintendência Regional de Ensino de Ubá, em parceria com a Associação Cultural de Combate à Discriminação Racial Solano Trindade e com o Instituto Maria de Loreto Camiloto Rocha. O objetivo da iniciativa é estimular a escrita e aguçar o senso crítico dos alunos em relação ao tema, considerando a importância de se combater o preconceito e a discriminação racial em sala de aula e na sociedade. O tema este ano foi “Enfrentamento ao racismo – Avanços e desafios”.
Realizado entre os dias 20 de setembro e 30 de outubro de 2016, com alunos matriculados nas Escolas Estaduais de Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Médio Regular do Município de Ubá, o concurso teve os seguintes vencedores: - 1º Lugar: Andressa da Silva Mendes, 2º ano, Escola Estadual Padre Joãozinho; - 2º Lugar: Vhanessa Fernandes Soares, 8º ano, Escola Estadual Padre Joãozinho; - 3º Lugar: Adamildo Aparecido Zague Júnior, 7º ano, Escola Estadual Prof. Lívio da Castro Carneiro.

SAMBA: UM JOVEM CENTENÁRIO
A festa também celebrou o centenário do samba, uma vez que em 2016 completa 100 anos em que o primeiro samba foi registrado. Para marcar a data festiva, a cantora Cláudia Xavier Martins Fortunato, interpretou, acompanhada ao violão por, Moacir Dias, professor da oficina de Violão da Associação Solano Trindade, a canção “Preciso me encontrar”, de autoria de Candeia, gravada pelo compositor e interprete Cartola em 1976.
A solenidade foi encerrada com apresentação do Grupo Abadá Capoeira, Coordenado pelo Mestre Chiquinho. Uma noite de muita alegria, cultura e reflexão!

Mais fotos desse evento no link:
https://www.facebook.com/CamaraMunicipalDeUba/photos/a.1106053639494010.1073741848.233331086766274/1106054256160615/?type=3

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados

Acesso à Informação

Portal da Transparência



Tv Legislativa


Jornal O Legislativo


Álbum de Fotos da Câmara Municipal de Ubá


Centro de Atenção ao Cidadão


Escola do Legislativo


Projetos Institucionais


CPI Crise Hidrica1.jpg

Documentos Antigos

Sos Desaparecidos

LexML

Mídias Sociais

Facebook Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal. Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.