Aprendendo a falar com as mãos: Câmara inicia curso de libras

Neste primeiro dia de curso, o Professor voluntário Isac da Silva Haber apresentou conceitos técnicos sobre surdez e sobre a Língua Brasileira de Sinais, introduzindo os assuntos que serão tratados durante toda a capacitação.

Alunos do curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais), promovido pela Escola do Legislativo, foram recebidos na Câmara Municipal de Ubá pelo diretor da Escola e vice-presidente da CMU, vereador Edeir Pacheco e pelo 1º Secretário da Casa, vereador Pastor Darci. As aulas tiveram início na tarde de hoje (07) e vão até o dia 04 de abril, às terças-feiras, no plenário da Câmara, compreendendo carga horária de 30 horas/aula.

Neste primeiro dia de curso, o Professor voluntário Isac da Silva Haber apresentou conceitos técnicos sobre surdez e sobre a Língua Brasileira de Sinais, introduzindo os assuntos que serão tratados durante toda a capacitação. Foram exibidos dois vídeos que sobre o tema, um que evidencia as limitações comunicacionais dos surdos no mundo dos ouvintes, e outro que apresenta o distinto trabalho do intérprete.


Os alunos também conheceram o alfabeto manual dos surdos, sob a base da Datilologia. Contudo, o Professor Isac esclareceu que o foco principal do curso será nos sinais, que são atribuídos para especificar palavra, pessoa, sentimento, etc.
Segundo o assessor da Escola do Legislativo, Jardel Peron Waquim, a iniciativa tem o objetivo de reduzir as barreiras comunicativas enfrentadas pelos surdos, facilitando o conhecimento básico da Libras. “A ideia é identificar as características fundamentais da Língua Brasileira de Sinais, em todas as dimensões, valorizando os aspectos socioculturais numa proposta bilíngue, respeitando direitos, deveres e oportunidades inerentes a uma sociedade pluralista”, explica Jardel.


Para o diretor da Escola do Legislativo, vereador Edeir Pacheco, que também participa do curso como aluno, o ideal seria que todas as pessoas tivessem ao menos o conhecimento básico em Libras, na perspectiva de vivermos numa sociedade cada vez mais inclusiva e justa. Quanto se trata de órgãos públicos e seus servidores, esta ideia se torna imprescindível, para que possamos atender melhor a população surda.


O Professor
Isac da Silva Haber é Professor especialista em LIBRAS pela Sociesc-Sociedade Educacional de Santa Catarina. Foi aprovado no PROLIBRAS-MEC 2010. É Professor Intérprete de LIBRAS na Fupac/Ubá para os Cursos de Direito, Enfermagem, Fisioterapia e Pedagogia; e Professor de LIBRAS na FAGOC/Ubá para o Curso de Educação Física desde 2012.

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados